Voluntários saem às ruas para estimular denúncia contra violência doméstica

perigos-na-rede-nosso-amiguinhoCaxias do Sul, RS… [ASN] Um evento na praça central de Caxias do Sul, ocorrido no dia 9 de novembro, chamou a atenção de moradores do município para o problema da violência. Orientações práticas para prevenção e denúncia da brutalidade ocorrida em ambiente doméstico, seja contra a mulher, criança ou idoso foram abordadas por vários participantes. O projeto Quebrando o Silêncio, que visa prevenir e lidar com o mal, é uma iniciativa do Ministério da Mulher da Igreja Adventista para toda a América do Sul.

Neste ano, a ênfase do projeto foi a violência iniciada na internet. Para a professora Daniella Novello, que tem o filho que estuda na Escola Adventista do município, a prevenção começa em casa e perpassa pela escola. “Eu acredito que é na família que a criança vá encontrar sua primeira referência. Depois da família é a escola, o segundo lugar onde a criança encontra a instrução contra a violência”, explica.

Entre as autoridades presentes, o vice-prefeito do município, Antonio Feldmann, elogiou a iniciativa proposta como ferramenta de apoio ao trabalho de prevenção. “O município sozinho com as suas forças de segurança não é capaz de fazer tudo ou de resgatar toda esta dívida social, então, iniciativas como esta da Igreja Adventista são fundamentais. Nós precisamos fazer um esforço em conjunto para vencer este mal”, afirma.

Para o advogado Tadeu Zulianelo, argumentos sólidos para validar a acusação são de suma importância. “No momento em que é feita a denúncia, é passada para a autoridade pública, principalmente a policial, que instaura o processo – que a gente chama de inquérito, onde são averiguados os fatos, e apresentadas, então, as provas. Neste sentido, é muito importante o depoimento de pessoas para que essa prova ganhe consistência”, orienta .

Além das orientações, o evento contou com apresentações de corais e demonstrações de Ordem Unida e uma banda marcial de Desbravadores. Quem passou pelo evento, também recebeu um exemplar do livro A Única Esperança. [Equipe ASN, Willian Vieira].